sábado, 19 de fevereiro de 2011

Live after Happy


O Deadline divulgou, o Ain't it Cool repercutiu e o IMDb homologou: Shane Black está quase confirmado como diretor de Homem de Ferro 3. O lançamento está previsto para 3 de maio de 2013 e as negociações com a Marvel Studios já estão em seu estágio final.

Muito me surpreendeu e me agradou essa (possível) escolha.

Black tem apenas uma direção no currículo - do sensacional Beijos e Tiros - e sua carreira de ator tem como personagem mais relevante o Hawkins, um dos Schwarzaboys de Predador. Foi como roteirista que ele garantiu o laticínio das crianças: Máquina Mortífera 1-2 e O Último Boy Scout, que na época bateu o recorde de quantia paga por um roteiro (US$ 1,75 mi em 1991... ótimo negócio!). Também escreveu dois fracassos muito bacanas, o subestimado O Último Grande Herói e Despertar de um Pesadelo, que contém algumas das linhas mais impagáveis que Samuel L. Jackson já decorou nesta vida. Além disso, Black co-escreveu Deu a Louca nos Monstros, filme que adquiriu proporções cult surpreendentes ao longo dos anos. Portanto, arrisco que a negociata marvete deve incluir também o roteiro ou co-autoria ou seu eventual tratamento.

Corre por aí que Jon Favreau se desligou da franquia por diferenças com o Downey Man. Se for verdade, nada mais sintomático do que ser sucedido por Shane Black, que iniciou o rehab profissional do maluco em Beijos e Tiros. Consta até que os dois são amigos muito próximos, o que teria facilitado o processo. Político, Favreau se afastou com a discrição de um lorde inglês. No final das contas, pode ter sido a decisão mais saudável pra ele e para franquia, que apresentou um sério desgaste em HdF 2 (eu não sentia uma paumolescência tão grande pra escrever sobre um filme desde Hellboy 2).

Coincidência ou não, a única referência direta a HQs em Predador era o Hawkins, fanboy do Sargento Rock (da DC!). Em contrapartida, ele também foi o primeiro a abotoar a farda...






Isso não cansa nunca. Clássico das belas artes.

4 comentários:

Luwig disse...

Hummm... interessante. Quer dizer que o que não é explorado aqui, pelo menos de nosso quinhão de cultura ficcional, é porque a coisa se revelou tão insossa que não vale nenhuma chamadinha sequer? Hummmm... e quer dizer que O Exército Dourado não caiu nas bençãos do Mr. BZ? Cara, achei aquele filme ótimo, um tanto disperso do Hellboy dos quadrinhos, mas ainda assim bacana. Só aquela passagem do "mercado" valeu o ingresso.

Ahhh... e sobre o Shane. Missão difícil pra ele. Vai ter que se garantir um bocado pra captar a vibe de Tony pós Capitão, Thor e, principalmente, os Vingadores de Joss Whedon.

Abração. Fui.

doggma disse...

Não é bem assim, rs... Curto mais escrever sobre filmes que adorei ou odiei. Já escrever sobre filmes que me decepcionaram, mas que não são necessariamente ruins, é como beber cerveja miada. Falta gás.

Quanto a Hellboy², entendo que isso é subjetivo, mas o que era pra ser horror gótico virou fantasia pop. Um visual lindo de morrer, mas com um conteúdo tão vazio que faz eco. O Mignola pelo jeito, concorda.

Em tempo: apesar disso, tenho esse DVD e o do Latinha II.

O Shane Black realmente vai ter que ralar. Mas sendo ele o roteirista mais bem pago dos anos 80, encaro isso como o retorno de um velho campeão ao ringue.

Luwig disse...

Viu essa, chefe?

http://vimeo.com/19861229

Se for por aí, tá bão!

Travis B. disse...

cara acompanho teu blog faz tempo, concordo com quase tudo que você escreve!

Se der da uma passada no meu blog e diz la o que você achou!!

"qualquercoisadan.blogspot.com"

Me segue la!