terça-feira, 31 de março de 2020

😷 😷 😷 Retrospec Março/2020 😷 😷 😷


2/3¹ - Sai o trailer de Justice League Dark: Apokolips War. E o vozeirão de Darkseid é de ninguém menos que Tony Todd!

2/3² - O clássico Mort Cinder, de Héctor Germán Oesterheld e Alberto Breccia (e vencedor da categoria "Aquisição do coração" no ZdO 2018, óóóóó), terá uma reimpressão pela editora Figura – com direito a duas páginas digitalizadas diretamente dos originais de Breccia, atualizando aquelas que foram escaneadas de outras publicações na 1ª tiragem. Não sei se rio ou se choro.

2/3³ - Erico Borgo sai do Omelete. E...? Sei lá, não acompanho há mais de uma década. Pra ser exato, desde que o site passou a ter conteúdo patrocinado e virou uma máquina de fazer dinheiro. Mas a inundação de lágrimas das viúvas tá batendo na canela.

2/34 - A famosa "Trilogia do Demônio" do Batman (Birth of the Demon, Bride of the Demon e Son of the Demon) será compilada pela 1º vez em capa dura. Tenho a coisa toda em HC pelas edições da Eaglemoss, mas dependendo dos novos extras...

3/3¹ - Diz Todd McFarlane que o reboot classificação R de Spawn sai ainda em 2020. Ah, sujeito otimista.

Site da assinatura do Pacote DC Teen (Panini) 2020 1- "é comporto" 2- "mare" onde deveria ser "maré" 3- "uma graphic...
Publicado por Todo Dia Um Erro Nos Quadrinhos Diferente em Terça-feira, 3 de março de 2020

3/3² - Errando até nos anúncios? Meretriz que deu-lhe a luz, Panini. Bônus: Batman e Besouro Azul curtindo um modo ninja numa página dupla de Lendas do Universo DC - Liga da Justiça: J.M. DeMatteis & Keith Giffen vol. 3... Ponto cego, revisor cego. Tudo em casa.

3/3³ - O reboot dos Wildcats (ou seria WildC.A.T.S.?) nem estreou e já foi pro saco, segundo Warren Ellis, que roteiriza. Mas Ramon Villalobos, que desenha, discorda.


4/3¹ - Matt Reeves revela o Batmóvel Mad Max's V8 Interceptor! Até que enfim um Batmóvel automóvel. Me lembrou até o batcarro fase Grant Morrison, sem o glamour e o rabo de peixe.

4/3² - Schwarza comenta que nos últimos anos tem andado muito próximo de um longa do Rei Conan, mas que os direitos do bárbaro estão com um jovem que não sabe fazer porra nenhuma.

4/3³ - Aí a editora Mythos relança Mágico Vento em formato italiano e não fala mais da coleção Deluxe em cores (cancelada lá fora em 2015 no vol. 25). Quem estava comprando, tipo eu, tomou na tarraqueta bonitinho, viu?


5/3¹ - Se vai Frank McLaughlin, aos 84. A longeva carreira do desenhista e arte-finalista começou no início da década de 1960, trabalhando com nomes como Steve Ditko e Dick Giordano, ainda na Charlton Comics. Nessa época, fez muitos trabalhos não-creditados (uma constante) e nunca mais parou. Entre suas criações mais famosas está o Mestre Judoca, que saía no Brasil no gibi do Judoka! Grande veterano.


5/3² - O trailer de Scooby! O Filme é simpatiquinho, mas quero ver mesmo é esse resgate do Falcão Azul & Bionicão!

6/3¹ - Christian Bale fará o vilão de Thor: Amor e Trovão! Dou 1 dólar pra saber o que se passa pela cabeça do Taika Waititi...


6/3² - Se vai David Paul, aos 62. Ao lado do irmão Peter Paul, o bodybuilder e... arrem, ator foi um dos guerreiros gêmeos em The Barbarians (Ruggero Deodato, 1987), crássico da Cannon Films. O filme era campeão de locações e reprises no final dos anos 1980/início dos 1990 e, sem dúvida, uma das tosqueiras que mais divertiam a molecada. Obrigado por tudo, David Paul!


7/3¹ - Saudoso, Mike Deodato Jr. comemora as conquistas de seu Thor noventista. Como diria o profeta Castrezana-do-Alto-do-Morro: "Lembranças, memórias, boas ou ruins, não devem ser tijolos. Devem ser anotações"... E pelo menos ficou melhor que o Conan do Joe Bennett.

7/3² - Pela 1ª vez, a série de tirinhas de jornal Maxwell the Magic Cat, de Alan Moore, é compilada na íntegra num único volume - e isso está reverberando até na gringa. Golaço da editora Pipoca & Nanquim.


8/3¹ - Se vai o grande Max von Sydow, aos 90. Nascido Carl Adolf von Sydow, o genial ator sueco - e cidadão francês - iniciou sua carreira no teatro e no cinema no final da década de 1940. Com o cineasta Ingmar Bergman teve uma das parcerias mais celebradas da 7ª Arte. Foram 11 filmes ao todo, incluindo os clássicos O Sétimo Selo (1957), Morangos Silvestres (1957) e A Fonte da Donzela (1960). Em Hollywood ficou eternizado com o papel de Padre Lankester Merrin em O Exorcista (1974) e por amenidades como Ming, o Impiedoso, no camp Flash Gordon (1980), e Rei Osric, em Conan, o Bárbaro (1983), além de infindáveis cameos de luxo - incluindo Game of Thrones e um dos Star Wars recentes. Raramente foi bem aproveitado do lado de cá do Atlântico. Era ator demais, suponho.


8/3² - Finalmente sai o trailer banda vermelha de Mortal Kombat Legends: Scorpion's Revenge!

9/3¹ - A trilha sonora de Thor: Amor e Trovão trará "Rainbow in the Dark", clássico do Dio! Aye!!

9/3² - A princípio, achava que Batman: Three Jokers, de Geoff Johns e Jason Fabok, seria mais uma picaretagem aproveitando o hype da DC nos cinemas - como a tal Punchline (quero ver como vão batizá-la aqui!). Mas até que a premissa divulgada é promissora.

10/3¹ - Quer saber o que teria acontecido se aqueles decisivos 72 votos não tivessem selado o destino de Jason Todd em Batman #428 (dez/1988)? A Polygon mostra.

Cari amici Texiani, nel rispetto delle delibere delle autorità dopo l'emanazione, da parte del Presidente del Consiglio...
Publicado por Tex - Sergio Bonelli Editore em Terça-feira, 10 de março de 2020

10/3² - Dio mio. A crise do novo coronavírus na Itália interrompe as atividades normais da Bonelli. Googletranslateada:
"Caros amigos Texianos, em conformidade com as resoluções das autoridades após a emissão pelo Presidente do Conselho de Ministros dos recentes decretos legislativos sobre a situação nacional da saúde e para proteger a saúde de todos os funcionários e colaboradores, Sergio Bonelli Editore SpA comunica que a partir de hoje, a maioria dos funcionários e editores da via Buonarroti trabalha remotamente em suas casas. Todos estamos fazendo todo o possível para que isso não envolva problemas no cuidado e na realização dos livros e volumes, nem atraso na sua distribuição. Infelizmente, porém, a situação de emergência sem precedentes e a evolução contínua do quadro geral podem causar problemas e atrasos, nesses momentos impossíveis de prever. Pedimos desculpas por isso com antecedência, mas esperamos poder retornar todos os nossos posts à redação o mais rápido possível. Enquanto isso, continue lendo nossos quadrinhos!"

10/3³ - Todd McFarlane diz que "um cara vencedor do Oscar" saiu de seu reboot de Spawn. Quem será?


11/3 - Sai o trailer de Beastie Boys Story, doc sobre o icônico grupo hip hop nova-iorquino. Direção de Spike Jonze, o que eleva a imperdibilidade à extratosfera. Estreia prevista para 2 de abril.

12/3¹ - Tom Hanks e Rita Wilson contraíram o coronavírus. A coisa tá feia.

12/3² - A WonderCon é adiada. O evento estava inicialmente previsto para os dias 10-12 de abril em Los Angeles. A medida é mais uma prevenção contra a pandemia do novo coronavírus. A San Diego Comic Con, por sua vez, continua programada para 23-26 de julho.

12/3³ - Já adquirindo contornos de filme maldito, Os Novos Mutantes é novamente adiado pela Disney devido ao COVID-19, a.k.a novo coronavírus. O filme finalmente veria a luz do dia no (muito) próximo 3 de abril. Duvido que saia ainda este ano. Mulan também foi adiado.

Alerta de Fake News A CCXP20 avisa que os planos para a realização do evento em dezembro seguem sem mudanças. A...
Publicado por CCXP em Quinta-feira, 12 de março de 2020

12/34 - A CCXP segue confirmada até segunda ordem - ou se o novo coronavírus não prolongar sua turnê brasileira.

13/3 - Na campanha de prevenção ao coronavírus, parece que até o Cascão irá lavar as mãos! Mas na imagem divulgada não aparece isso não... Só acredito quando a água bater na pele e escorrer toda aquela sujeira acumulada em 60 anos pelo ralo.







A post shared by DAIS RECORDS (@daisrecords) on

14/3 - Se vai Genesis P. Orridge, aos 70. A compositora, cantora, poeta, artista performática e ocultista foi co-fundadora do Throbbing Gristle - o avô da música industrial, noise, pós-punk (antes mesmo do punk!) e vanguardismos misturando eletrônica e percussões minimalistas. O espectro da influência de Genesis na música contemporânea é enorme, embora nunca tenha atravessado de fato a fronteira para o mainstream. Exceto naquela vez, em que apareceu se pegando com a sua colega de T.G. Cosey Fanni Tutti na capa de Force It, do UFO. Yummy!

The CDC says we can fime the 20 seconds it should take to wash our hands by singing Happy Birthday twice. Comic fans...
Publicado por Marv Wolfman em Domingo, 15 de março de 2020

15/3 - Na guerra contra o novo coronavírus, Marv Wolfman dá um upgrade Oano à técnica de lavar as mãos. Eu recito o hino do mengão duas vezes e tá tudo certo.

16/3¹ - A JBC anuncia a publicação de Nausicaä. O clássico de Hayao Miyazaki finalmente retornará ao Brasil após um cancelamento fatídico da Conrad e uma negociação de longos 10 anos. A editora também anunciou mais três outros mangás, mas o povão só quer saber mesmo é de Nausicaäaäaäaäaäaäaä...!


16/3² - Ah, não, até o Idris?! Coronabitch motherfucker, vaza do Stringer!

17/3¹ - A DreamWorks anuncia a quinta e última temporada de She-Ra e as Princesas do Poder para 15 de maio via Netflix. Adoro a série e quero muito saber como a Noelle Stevenson irá desenrolar o "efeito O Império Contra-Ataca" do final da 4ª temporada...


17/3² - Se vai Lyle Waggoner, aos muitíssimos bem vividos 84. Dizer o quê, meu Deus... Dizer o quê do felizardo que foi o Major/Coronel Steve Trevor no seriado da Mulher-Maravilha, onde, por força da profissão (e do alinhamento de Júpiter com Saturno), ficava de beijinhos e abraços com a deusa Lynda Carter? Sem falar nas trocentas vezes em que foi carregado no colo pela atriz (ai) ou ficou sob os cuidados de outras lindas amazonas na Ilha Paraíso... De quebra, Waggoner ainda foi o galã de várias beldades em séries como O Barco do Amor e A Ilha da Fantasia. Como se não bastasse, ainda era casado com a belezura Sharon Kennedy. Não é à toa que em toda foto ele aparece com um sorrisão de orelha a orelha. Que vidão!


17/3³ - Desta vez, Gloria Pires foi capaz de opinar. E muito!

Mais uma imagem de quadrinista tirada do ar. Facebook apagou nessa segunda-feira (16.03) arte de Rafa Campos. Desenho...
Publicado por Paulo Ramos em Terça-feira, 17 de março de 2020

17/34 - O Facebook censura uma arte do quadrinhista Rafa Campos. Não está claro se o motivo foi uma denúncia ou alguma infração dos termos de uso da rede social. Posso estar enganado, mas a ideia de ilustrar pessoas públicas reais - por mais abjetas que sejam - sendo brutalmente mortas não ajuda muito na defesa.

17/35 - Lembra do festival Cruel World e sua fabulosa escalação de baluartes pós-punk? Pois é, já era. Valeu mesmo, coronavírus. Não vai dar nem pra ver uns trechos por câmera de celular tremendo no YouTube.


17/36 - E falando em "Trilogia do Demônio", a DC finalmente relança o compilado de Tales of the Demon em capa dura. Já tem Contos do Demônio na Grandes Clássicos #4? Então, a volta das cores originais na nova edição (acima, à direita) é algo a se considerar. Pra mim, são infinitamente melhores que o dégradé moderninho que serviu de base para a edição da Panini...

18/3¹ - E o tradicionalíssimo (e gigantesco) festival Glastonbury também foi cancelado.

18/3² - Pra ajudar nesse período de semi-isolamento global, a 2000 AD liberou 400 páginas do Juiz Dredd na faixa.

18/3³ - Bolas de titânio da Image Comics: a editora está cancelando reimpressões e retornando todos os seus lançamentos via FOC (Final Order Cutoff) até os varejistas reavaliarem a demanda afetada pela pandemia do novo coronavírus. É disso que se trata... sempre foi. Mas às vezes é bom alguém aparecer e reafirmar. E aí, Disney? E aí, Warner?

19/3 - A capa de Daredevil #22 vai colocar muitos fãs de Chip Zdarsky à prova por aí...

Galeria do Rock fecha as portas por tempo indeterminado. “Alguns lojistas talvez não consigam sobreviver a esse período....
Publicado por Rock Brigade Magazine em Sexta-feira, 20 de março de 2020

20/3¹ - Galeria do Rock baixando as portas. Triste e muito complicado. E só um exemplo do estrago da pandemia do COVID-19 nos pequenos.

20/3² - Os Correios suspendem o serviço de Marketing Direto, que inclui modalidades como Impresso Normal/Registro Módico. Era de se esperar. Pessoalmente, minha pilha de leituras atrasadas é pra vida; em contrapartida, tenho algumas encomendas a caminho (gibis, naturalmente) que perigam se perder no limbo de alguma unidade de distribuição...

20/3³ - Com os cinemas fechados indefinidamente, a Warner inicia as primeiras conversas para lançar Mulher-Maravilha 1984 direto nas plataformas de streaming. Caramba.

21/3 - Do twitter do Warren Ellis, a explicação. Ufa. Já estava começando a ficar preocupado.

You must be new here. Source: fb/Heaphans Dan
Publicado por Comic Book Resources em Domingo, 22 de março de 2020

22/3¹ - Lançamentos do cinema, da literatura, turnês, festivais, amostras... Ok, basicamente tudo foi cancelado ou adiado por meses.

22/3² - Revendo o que escrevi nos dias anteriores, fica evidente o quanto eu (e o planeta) estava leve e sem uma noção exata da gravidade da pandemia do novo coronavírus. Tragicômico. Mas vou manter do jeito que estava. Neste momento, tenho medo até das minhas encomendas envoltas em papelão e plástico que estão vindo, ameaçadoras, pelo correio.
2020 é do COVID-19.

23/3¹ - Quadrinhos para Quarentena é uma iniciativa espetacular de quadrinhistas nacionais que disponibiliza HQs grátis nestes tempos de trincheira. E tem material muito bom ali!

23/3² - Era uma questão de horas: a Diamond parou de receber novas remessas de editoras em seu estoque.







A post shared by Rita Wilson (@ritawilson) on

23/3³ - Rita Wilson segue convalescente, mas seu old school hip-hop vai muito bem, obrigado (a).

23/34 - Menos cantoria na janela e mais ação: Rihanna doa 4,67 milhões de euros para organizações de combate ao novo coronavírus. Assim, na lata. Foda essa menina.


24/3¹ - Se vai o gênio Alberto Aleandro Uderzo, aos 92. Ao lado de René Goscinny, o ilustrador e roteirista foi co-criador da clássica série Astérix. Um gigante da arte, sem mais. Que ano para os quadrinhos.

24/3² - Os Correios restabelecem os serviços de Impresso Normal/Registro Módico. Ótima notícia, mas tomara que façam isso do jeito certo e garantam a segurança dos funcionários.


24/3³ - E a minha carteira predileta enfrentou os vários perigos que rondam as ruas infectadas e me trouxe os pacotes, mesmo com o rastreio adiando a entrega. Fica a dica: faça amizade com os carteiros de sua região. Dê carinho. Siga os procedimentos de higienização assim que suas encomendas chegarem. E sim, pedi 2 cópias de Lobo Solitário #19 por engano. Sou um animal.


24/34 - Se vai William Frederick Rieflin, o Bill Rieflin, aos 59. O guitarrista, baixista, tecladista e, principalmente, baterista inciou sua carreira em Seattle, sua cidade natal, em 1975. Além de multi-instrumentista, era multifacetado: tocou no Ministry, Revolting Cocks, Pigface, KMFDM, Swans, R.E.M. e até no King Crimson. Enfim, tudo o que eu gosto e não sai do meu player há eras... Grande Rieflin!


24/35 - Ê dia que não acaba... Se vai Stuart Gordon, aos 72. O cineasta, produtor e dramaturgo era um mestre da subversão body horror. Obcecado por H.P. Lovecraft e Edgar Allan Poe, Gordon era dono de um estilo visualmente provocador e com o amigo e produtor Brian Yuzna criou pérolas bizarras como Do Além (1986), Dagon (2001) e, claro, sua obra-prima Re-Animator - A Hora dos Mortos-Vivos (1985). Faça um favor a si mesmo e agite uma maratona com a filmografia do homem. Melhor tributo, impossível. Não esqueça de Robot Jox e Space Truckers.

26/3¹ - Arnold Schwarzenegger turbinou com 1 milhão de dólares um fundo de combate ao novo coronavírus. Hasta la vista, covid.

26/3² - Diante da pandemia do novo coronavírus, todos tiveram que rever seus planos para 2020. E isso inclui as editoras nacionais de quadrinhos. Ps: segundo o artigo, no caso da Devir, "a pandemia teve pouco impacto na produção da editora" - eu ri.


27/3¹ - Mark Millar isola o vírus Immortan Bozo (nome científico, COVARD-17). Mas o Butcher Billy tinha pescado antes e ninguém tasca!

27/3² - O cantor Chuck Billy (Testament) e o baterista Will Carroll (Death Angel) são mais dois a engrossar a fileira dos rockeiros infectados com o COVID-19. As bandas haviam acabado de retornar de uma turnê conjunta na Europa.

27/3³ - Bola dentro da Panini: a editora disponibilizou uma seleção de mangás e quadrinhos Marvel gratuitamente nas plataformas digitais - pra dar aquela suavizada na rotina de isolamento. Boa, Panini!

27/34 - Para ajudar os quarentões na quarentena, a Hasbro liberou todos os episódios da série clássica do G.I. Joe no YouTube. Yo Hasbro!


27/35 - Se vai Daniel Azulay, aos 72, vítima do coronavírus em meio a um tratamento de leucemia. O cartunista, pintor, educador e apresentador começou sua carreira ainda na década de 1960, fazendo tirinhas para jornais. Nas décadas de 1970, 1980 e 1990 foi uma verdadeira personalidade da TV com programas educativos voltados ao público infanto-juvenil. Foi o criador da Turma do Lambe-Lambe. Graças a ele, ao menos três gerações ficaram encantadas pela arte do desenho - e muitos daqueles meninos e meninas até seguiram a carreira. Daniel Azulay foi uma parte essencial e inesquecível da boa cultura brasileira.

27/36 - O grande desenhista argentino Juan Giménez, de A Casta dos Metabarões, é mais um notável da 9ª Arte a contrair o COVID-19.


28/3¹ - Um curta de Rick e Morty parodiando Lobo Solitário e outros clássicos do gênero samurai funciona como um power-up salvador nas barrinhas de energia da geral.

28/3² - Após a suspensão das atividades da Diamond, a DC avisa aos varejistas que irá usar outras alternativas de distribuição.

29/3¹ - Além da Rihanna, outros famosos como Xuxa, Angelina Jolie, Ryan Reynolds & Blake Lively, Justin Timberlake e até Justin Bieber estão fazendo doações milionárias para o combate ao COVID-19. E ainda não ouvi falar de nenhum banco liberando um centavo...

Ele escreveu uma das músicas mais conhecidas do rock, lançada em 1975 e depois popularizada por Joan Jett em 1982. Filha do músico disse que teve dois minutos para se despedir. https://glo.bo/3by7ljy #G1
Publicado por G1 - O Portal de Notícias da Globo em Domingo, 29 de março de 2020

29/3² - Se vai Alan Merrill, aos 69. Além de co-autor de um dos maiores clássicos do rock, o compositor e multi-instrumentista "só" tocou ao lado de nomes como Mick Taylor, Steve Winwood, Rick Derringer, Cozy Powell e Meat Loaf. Uma figura emblemática – e mais uma vítima do novo coronavírus.


29/3³ - Se vai Krzysztof Penderecki, aos 86. O compositor e condutor polonês era uma das figuras mais aclamadas das últimas décadas no universo da música sinfônica. Premiado várias vezes nas academias mais prestigiadas do mundo, chegou a ganhar 4 Grammys (algo como um passeio na Disney). Não por acaso, o mainstream utilizou sua música com frequência em trilhas como as de O Iluminado, O Exorcista, Coração Selvagem, Filhos da Esperança, Ilha do Medo e da série Twin Peaks, entre outras. Ano passado, gravou um álbum espetacular com Beth Gibbons, do Portishead – até listei no ZdO 2019. Estava começando a conhecer o trabalho do homem...

30/3 - Um belo dia, Evangeline Lilly resolve que isolamento social é besteira, que a pandemia do novo coronavírus é um hoax e sai por aí a passear com seus filhos, #businessasusual. Choveram críticas. E ela nem aí. E a Marvel não gostou nada dessa história. E agora ela pede desculpa.

31/3¹ - Fé em Jim Lee restaurada: o quadrinhista-editor-chefe está produzindo sketches diários, leiloando e revertendo cada venda para uma comic shop diferente. Sensacional.

31/3² - Gary Holt, guitarrista do Exodus e do Slayer na reta final, também foi diagnosticado com o COVID-19. Pelo menos, até aqui, está assintomático. Que siga assim, devidamente isolado, puto da vida e compondo igual louco.

31/3³ - E a Diamond comunica que está postergando os pagamentos desta semana às editoras. Perto dessa, a recuperação judicial da Saraiva fica parecendo até uma pindureta no Bar do Zé.

Pessoal, Recebi ontem uma mensagem de um suposto advogado da Panini Comics Brasil, informando que eu devo excluir do...
Publicado por Guia dos Quadrinhos em Terça-feira, 31 de março de 2020

31/34 - E essa agora? O bom senso diz que é uma peça de 1º de abril - e uma irresponsável, por colocar em risco uma gigantesca quantidade de dados. Mas como a bruxa anda solta e em se tratando da Panini Cômics du Brazil...


Acabou, pessoal. Vão pra casa, já acabou. Acabou! Mês infernal...

Vamos cuidar dos nossos velhinhos que fazemos melhor.

domingo, 29 de março de 2020

Eu, Brainiac

Daqui a pouco tenho que sair para trabalhar em pleno cenário The Andromeda Strain. E essa sequência não me sai da cabeça.


Pois é.

segunda-feira, 23 de março de 2020

A Segunda-Feira Negra de 2020 das HQs

Como uma série de outros fatos da vida, esta analogia também não é um exagero: hoje foi o dia em que a gigante Diamond parou de receber novas remessas das editoras americanas de quadrinhos. O motivo, lógico, é a crise global provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Minha expressão neste momento é a mesma do Matthew McConaughey durante o colapso da bolsa em O Lobo de Wall Street.


Algum pensamento, comentário espirituoso, mensagem de esperança, dica de bebida raiz...?

domingo, 15 de março de 2020

Balão, papel & tesoura


De todas as idiossincrasias editoriais da Abril nos quadrinhos da Marvel e da DC, uma das mais curiosas, pra mim, era a supressão de textos. O objetivo, reza a lenda, era dar conta da enorme carga narrativa em formatinhos de 13,5 x 19 cm contra os folgados 17 x 26 cm dos originais. Dependendo do roteirista, não era mole mesmo. Chris Claremont que o diga. E Marv Wolfman, Steve Englehart, Len Wein, Bill Mantlo e mais uma caçambada de autores não muito conhecidos pela objetividade e poder de síntese.

Mas isso era só um detalhe de um expediente muito corriqueiro nas redações: o copy desk. Resumindo muito (ops), é a lapidação de um material previamente redigido - seja uma notícia, um artigo ou os diálogos de um gibi - até se tornar dinâmico e palatável para o leitor médio. É um processo que envolve várias etapas, da edição à revisão à remontagem à diagramação.

No caso das HQs da Abril, isso ia de um extremo ao outro. Podia ser uma adaptação comprimida de uma fala sem grandes prejuízos à trama, a omissão de referências a eventos não publicados anteriormente (criando uma bola de neve inevitável) ou a alteração e até a remoção de balões/recordatórios, já arranhando a lataria do material original - como foi o caso do nosso estimado Galactus multifacetado de John Byrne.


E, claro, isso chegava ao famigerado corte de páginas. Em alguns casos, parecia que o gibi era editado pelo próprio Edward Mãos-de-Tesoura!

Hoje, alguns leitores antigos não apenas defendem a supressão de texto, como vão além e elogiam os cortes de páginas da Abril. A alegação é que supostamente melhorava leituras que sofriam com textos prolixos e expositivos. Pura Síndrome de Estocolmo quadrinhística, ao meu ver.

Sempre preferi apreciar uma obra em sua totalidade, com todos os seus requintes e anacronismos, erros e acertos, partes legais e partes chatas (e o que seria das partes legais sem as partes chatas?). Enfim, a experiência Chris-Claremont-on-crack completa.

Essas malandragens de edição já existiam antes da Abril. Em muitos aspectos, a EBAL, a Bloch e a RGE faziam até pior. Mas também é inegável que foram os editores/tradutores Jotapê Martins e Hélcio de Carvalho que "aperfeiçoaram" o artifício quando a Abril adquiriu o licenciamento da Marvel em 1979. Inclusive isso é destrinchado sem nóias pelo próprio Jotapê quando está com bons entrevistadores (ao invés de ser lambido por algum youtuber) chegando mesmo a oferecer uma outra perspectiva do complexo cenário da época.

A verdade é que a cronologia fidedigna era impossível de ser transposta e mantida. O relógio estava correndo e algo precisava ser feito. Eram homens desesperados em tempos desesperados, goddamned! Mas esse é assunto pra outra hora.

(em alguma realidade paralela, Jotapê e Hélcio não copydeskaram nada, SAM, Heróis da TV e Capitão América foram canceladas após 6 meses e ficamos muitos anos sem material Marvel/DC no Brasil... acredite se puder)

A única certeza que tenho é da minha imensa admiração pelos letristas da época - profissionais como Edison Gasparim, Lilian Mitsunaga, João Anselmo N. Menezes, o pessoal do Estúdio Artecômix (de Jotapê, Hélcio e Dorival Lopes - os dois últimos fundadores da Mythos), etc. Mesmo recebendo um conteúdo consideravelmente reduzido, é quase inacreditável o fato de tudo aquilo ter sido feito à mão, balão por balão, recordatório por recordatório. Imagino que os ataques de LER eram frequentes ali - e não me refiro à leitura.

Mais embasbacante ainda são os tradutores e letristas franceses da Les Éditions Héritage, que, também à mão, traduziam tudo verbatim do original, sem pular uma única palavra e sem encostar nos balões e recordatórios. E ficava um troço espetacularmente zoado.




Pensou que aquele "F" era de "Brasil"?

Ps: esse post não foi copydeskado. Mas tenha uma ótima...