terça-feira, 27 de setembro de 2016

Gore! Gore! Gordon!



Herschell Gordon Lewis
(1929 - 2016)

Os obituários estavam suspensos, mas essa é daquelas exceções. Afinal, é o padrinho do gore e inventor do splatter, o gore do gore.

Lewis foi um libertino bizarro e tosco do tamanho de um Ed Wood com o lirismo de um Russ Meyer e a cara de pau de um Roger Corman. Estava voando baixo há um tempo, mas é isso aí. Se divertiu muito.










E nós também.

2 comentários:

Luiz Carlos Silva Marcolino Júnior disse...

Que ano miserável têm sido 2016!
Os bons estão indo e ninguém está ficando para continuar a obra.

doggma disse...

Pior, quem está ficando para continuar a obra não tem o talento necessário...