terça-feira, 1 de junho de 2004

CAMPEONATO INTERPLANETÁRIO DE SURF


Pesquisando pra escrever o penúltimo post, descobri uma coisa interessante. Não sabia que o Surfista Prateado já teve um desenho animado. E ainda foi produzido pela Fox Kids, o que já me deixa um tanto curioso. Pelo que li do script, parece bem fiel às origens, no mesmo estilo do desenho antigo dos X-Men. Todos os elementos que marcaram a saga do Surfista estão lá: tem o início idílico em Zenn-La, tem o Vigia quebrando a sua promessa de não-intervenção (como sempre), tem o início do cataclismo empreendido pela chegada de Galactus (ainda vou ver isso em live-action...), tem o Norrin Radd pegando a sua amada Shalla-Bal (deliciosa por sinal - pô, Surfista... Alícia Masters, Mantis e Shalla?! Tá bem, hein meu camarada!), tem ele virando o mais famoso arauto do Pac-Man espacial e putz, tem até o Thanos! Parece ser uma festa pra marvete old school nenhum botar defeito. E a parte técnica da animação também se mostra similar ao X-desenho antigo, ou seja, bem tosca. Mas entre um grande roteiro e uma produção impecável, prefiro a primeira opção. Saca esses screens:
















Hhmm... eu conheço esse planeta...

E uma coisa que me chamou bastante atenção, foi o tamanho do Galactus no desenho. O cara é maior que o Godzilla dez vezes! Com esse tamanhão todo, haja planeta pra sustentar o sujeito. Reparem, em perspectiva com o Surfista:


Se alguém aí já assistiu à esse desenho, por favor se pronuncie... Presta? Vale à pena caçar na web? Desde já agradeço.

Abraços, doggma.




ARQUEOPIA


Coisa que só um fanboy diplomado saberia do que se trata. Arqueopia é o nome do primeiro planeta que serviu de almoço para Galactus. O deus estelar havia acabado de sair de um jejum de alguns bilhões de anos, e por acaso estava orbitando em suas imediações. Puta azar dos arqueopianos. Uns poucos conseguiram sobreviver, se lançando ao espaço momentos antes da tragédia. Esses, denominados Errantes, acabaram assumindo uma posição idêntica à grupos como Inumanos, Infinitos, Micronautas, entre outros (ou seja: cães sem-dono na cronologia normal da Marvel).


Galactus talvez seja o personagem mais emblemático da chamada "Era de Ouro" da Marvel. Criado nos anos sessenta, na esteira da corrida armamentista, sua abordagem passava ao largo dos conflitos pessoais e situações realísticas que caracterizavam boa parte dos heróis da editora. Bom, talvez fosse realístico até demais, embora de uma realidade "longínqua" para nós – a da Física.

Essa figura aí ao lado é Galan, último sobrevivente do planeta Taa, cuja civilização atingiu o auge da perfeição tecnológica e social. Taa pertencia à um universo de uma época anterior ao Big Bang. Esse universo continha as mesmas características cósmicas do "nosso" universo. Sendo assim, vê-se que Stan Lee, empregou elementos da Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. A teoria (hoje discutida) sugere que o Universo existe desde sempre, e que passa por "fins" e "inícios", num ciclo infinito e pontuado pelo Big Bang - como se fosse um loop. Bem, hoje existem várias teorias sobre o início de tudo, como a das Supercordas (onde existem 11 dimensões, cada uma com vários tipos de universo), mas mesmo essa não nega a existência de um Big Bang. Mas voltando ao assunto (hehe)... o universo aonde se situava Taa e vários outros planetas (civilizados ou não), estava se consumindo e voltando a ser a Esfera Primordial. Galan e mais alguns sobreviventes, frente à esse momento crucial, resolvem, como último ato em homenagem à grandiosa civilização de Taa, ir em direção à "anomalia" celeste, para perecerem o mais dignamente possível. Todos morrem na empreitada, com exceção de Galan, que é acolhido por um certo Sentido do Universo (Deus? Ou uma parte Dele?), que lhe dá a dádiva de atravessar à mais essa transição do universo. No processo, Galan recebe uma quantidade inebriante de poder, e um novo nome: Galactus.


Morte e vida Severina... Esse crânio aí em cima não é do Galactus original e sim o de uma outra dimensão, mas serve bem pra ilustrar o seu epitáfio. Em sua rotina de fazer upgrades em Taa II (a sua nave gigantesca) e ameaçar uns mundos aqui e ali, Galactus acabou sentindo um tempero a mais nos planetas que devorava. O personagem mais idoso da Marvel começou a viciar na força vital dos seres que habitavam alguns planetas. Daí, foi um passo pra esquecer a promessa de não mais devorar planetas que continham seres vivos.


Acuado por uma força-tarefa Marvel (Vingadores, Quarteto Fantástico e Império Shiar), e muito fraco (devido a fome e a abstinência), Galactus até recorre ao seu ex-arauto Surfista, mas não há mais tempo. Galactus perece de uma forma que lembra bastante a sua criação, se esvaindo em energia pura.


Foi uma pena mesmo. Será que o Quesada ainda é contra ressurreições? Bom, pra homenagear o velho celestial, aí vai a origem dele.


Republicada em fevereiro de 1996, essa edição especial traz a dobradinha mais-do-que-clássica Stan Lee/Jack Kirby, cujo poderio só é equiparado pelo próprio Galactus! O estilo é aquele mesmo que foi a marca registrada da dupla nos primórdios da Marvel - traços simples e diretos (que a família Romita bem conhece), cores fortes e um argumento bem non-sense (no bom sentido!), como só Stan sabia fazer. Estão aqui, em imagens e palavras, toda aquela carga existencialista e metafísica à qual eu me referi lá em cima. Participação especial de um Vigia, numa seqüência bem curiosa. Essencial pra quem quer conhecer um momento importante da História dos quadrinhos. Mas imagino que fãs de um Spawn ou de um Youngblood da vida não irão se emocionar da mesma forma que eu.

Scan e "versão brasileira": BKS (hehe, gostei... eu lembro das dublagens)

Links:
http://geocities.yahoo.com.br/gallaktuz/TaaIII.zip
ou
http://geocities.yahoo.com.br/gallakktuz/TaaIII.zip
ou
http://geocities.yahoo.com.br/stdnvrsl/TaaIII.zip


Anexo 02/06/2004:
Pelas barbas de Fidel Castro! Parece que a fome de Galactus também se abateu sobre a rapaziada... A quantidade de downloads foi tão grande que praticamente inutilizou o hub de transferência do Yahoo (que, afinal, não foi feito pra isso, hehe). Para contornar a situação, carreguei as páginas da HQ no Photobucket Google Photos. São as que seguem:

00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23

Putz... ainda instalo um contador nessa joça. :P

3 comentários:

WILLIAM MORAES CORRÊA disse...

GALÁCTUS: ABERRAÇÃO, ENGODO OU FARSA?

Eu nunca achei Galáctus essa coisa. sempre perdeu quando o pessoal apertou.

Nãopassa de um ser comum, que recebeu grande quantidade de energia. Sobrevivente de um planeta destruído, passou por uma anomalia cósmica, cujso raios o transformaram num ser viciado e dependente de energia vital dos outros. Nada tem a ver com DEUS, o Supremo.

Quando precisou, aliou-se aos heróis da Terra para vencer vilões, mas sempre os menosprezando. Sumia e aparecia sem dizer nada. Quando o Quarteto tirou seu poder, veio com o rbinho entre as pernas. Tirando o nome e o belo uniforme azul, é um personagem antipático.

WILLIAM MORAES CORRÊA disse...

Shalla Bal deliciosa? Norrin moreno? Galáctus farsante um deus? Fala sério...

FOLIÃO disse...

Galactus é UMA GRANDE FARSA! Um louc que cresceu e tem delírios de divindae. Desmascarado recentemente...