quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Back to U.S.S.R.


Muito antes de chafurdar no mainstream global em produções como Guardiões da Noite e, err, Guardiões e virar a Hollywood dos Urais, o cinema russo - ou, melhor contextualizando, soviético - enfileirou clássicos absolutos da 7ª arte. O conjunto da obra era arrebatador: técnicas inovadoras, uma nova expressividade dramática e narrativa, metáforas universais que, em teoria, jamais passariam pelo crivo censor do Estado, e por aí vai. Um legado histórico reconhecido por reverências e tributos até mesmo pelos estrangeiros do oeste.

A impressão é de que os bolcheviques também disputavam com o Ocidente outra acirrada corrida, a cinematográfica.

Aí veio o gol de placa da TV Brasil, emissora aberta cujo conteúdo de orientação progressista-com-neurônios me é agradabilíssimo: em comemoração aos 100 anos da Revolução Russa, o canal irá exibir uma seleção de 11 filmes clássicos da Era de Ouro do cinema soviético a partir do próximo domingo, dia 15 de outubro, sempre às 23 hs.

É o Outubro SoviéticoУра!

E a chamadinha é espetacularmente эффектный!


Segue a programação (sinopses no site):

15/10, domingo: O Encouraçado Potemkin (1925), de Serguei Eisenstein - drama mudo
16/10, segunda-feira: O Conto do Czar Saltan (1967), de Aleksandr Ptushko - fantasia
17/10, terça-feira: Vassa (1983), de Gleb Panfilov - drama
18/10, quarta-feira: A Mãe (1989) (não confundir com Mãe! LoL), de Gleb Panfilov - drama
19/10, quinta-feira: Boris Godunov (1986), de Sergei Bondarchuk - drama
20/10, sexta-feira: Um Acidente de Caça (1978), de Emil Loteanu - drama
21/10, sábado: Arsenal (1929), de Aleksandr Dovzhenko - guerra
22/10, domingo: O Velho e o Novo (1929), de Serguei Eisenstein e Grigori Aleksandrov - drama mudo
23/10, segunda-feira: As Aventuras Extraordinárias de Mr. West no País dos Bolcheviques (1924), de Lev Kulechov - comédia muda
24/10, terça-feira: Cossacos do Kuban (1949), de Ivan Pyriev - comédia musical
25/10, quarta-feira: Lênin em Outubro (1937), de Mikhail Romm e Dmitri Vasilyev - drama

Cinema pra proletariado nenhum botar defeito. Imperdível.

Ps: mas é claro que vou completar a rodada com Solaris (1972) e Stalker (1979), do mestre Andrei Tarkovsky, que não sei por que perestroikas não entrou na lista. Questões de Estado, certamente.


☭ ☭ ☭ ☭ ☭ ☭ ☭


E com timing impecável, essa semana também chegou em minhas pútridas mãos um material de leitura à caráter.


O Cosmonauta de Krypton. Também conhecido como Superman - Entre a Foice e o Martelo, quando poderia ter sido conhecido como Superman - O Filho Vermelho, simplesmente.

Seja como for, é a hora mais do que apropriada para rever cenas como aquela que me fez pensar na gravidade de um Super-Homem sendo arremessado de um lado pro outro de um centro urbano. Situação de DEFCON 1/sebo nas canelas - ou o índice apocalíptico equivalente cunhado pelo Komitet Gosudarstvennoy Bezopasnosti.


O efeito de uma bala perdida? Não, de um ICBM perdido

Foram 774 vítimas fatais só nessa página. E algumas dezenas de milhões de libras em danos materiais.

Mas isso foi bem antes do filme, claro.

4 comentários:

VAM! disse...

Olá Doggma, tudo em DEFCON 5?

Companheiro, bela dica!

Não sendo mais praticante da TV aberta, não tinha como ficar sabendo desse Festival. Tentarei assistir a toda seleção, cujos alguns exemplares só conhecia de nome.

Quanto ao Camarada Superman, esse lançamento me lembra que há tempos a mini da Panini em minha coleção, vem merecendo uma releitura, vu subi-la de posição na lista.

Oбъятие,
VAM!

doggma disse...

Olá, VAM! Relógio da meia-noite aqui tá sempre em 6:30 hs!

De TV aberta assisto a TV Brasil e, na contramão, o ultratosco Rede Brasil (RBTV), pela grade com vários seriados pré-históricos (Zorro, Túnel do Tempo, Terra de Gigantes, Planeta dos Macacos, Além da Imaginação, etc).

A saga do Supercomrade será a próxima da lista de releituras aqui!

большое объятие, мой друг!

VAM! disse...

Olá doggma, eu também ficava refém das constantes mudanças de horário dos seriados velhacos da RBTV, que nunca demonstrou muito comprometimento com assiduidade dos mesmos também, em especial na "sessão Preto & branco" que em várias noites de insônia fiquei a esperar um episódio pulado de The Twilight Zone...

Mas então...

como num episódio da cult série de Rod Serling, descortinou-se uma realidade paralela irresistivelmente viciante, fui apresentado à Minhateca...

por temer revelar demais a respeito dessa Sociedade Secreta, faça o seguinte siga os passos da pequena Caroline e vá para a luz, companheiro...

Abs,
VAM!

doggma disse...

Fala, VAM!

Ah, sim... depois de muito sofrer com a RBTV, fui pra Luz e por lá fiquei mesmo (no meu caso, comendo um torresmo... ou melhor, vários).

Mas ainda dou uma zapeada pelo sofrível canal, que sempre me surpreende com seus resgates. Que, aliás, duvido que tenham comprado os direitos de exibição. Outro dia tava passando aquela série do Tarzan com o Ron Ely, que era exibido na velhusca Sessão Aventura da Globo. Nem lembrava mais que isso um dia existiu!

E confesso que, não raro, finalizo minhas madrugas com algum episódio de "Father Knows Best" ou "The Munsters"...

Abraço!